Núcleo de Oftalmologia de Copacabana

Catarata

Lente intraocular sendo implantada dentro do saco capsular,substituindo o cristalino natural

É o processo de opacificação do cristalino, lente natural do olho, normalmente incolor e transparente, que tem como objetivo focalizar os objetos que enxergamos. A catarata é a maior causa de cegueira tratável no mundo. A catarata pode surgir em conseqüência do envelhecimento, em virtude de problemas congênitos, traumatismo, defeitos metabólicos ou uso de medicamentos, como o uso prolongado de corticóides.O envelhecimento é a causa mais comum para o aparecimento da catarata.

Os primeiros sintomas são as flutuações da visão, que se torna mais embaçada em determinados momentos. A visão começa a piorar gradualmente. Objetos podem aparecer amarelados, embaçados ou distorcidos. O dia parece estar enfumaçado. Outros sintomas comuns são: halos ao redor das luzes à noite, aumento da miopia, visão dupla ou sombras na visão. Em casos avançados, a catarata pode ser vista no centro da pupila como uma mancha branca, cinza ou amarelada.

O único tratamento eficaz para a catarata é a cirurgia. A Facoemulsificação é a técnica cirúrgica mais avançada para a correção de catarata. É feita uma pequena abertura na córnea, através da qual a catarata é dissolvida (emulsificada) e aspirada ao mesmo tempo. Após a retirada do cristalino opacificado, é colocada uma lente intraocular*, que substituirá a lente natural. Apesar da extrema sofisticação da técnica cirúrgica, e da importância da perícia do cirurgião para realizar o procedimento, a cirurgia é bastante segura, e realizada em pouco tempo, sem sequer ser necessário que se faça sutura. A recuperação do paciente também é rápida, e o paciente normalmente recebe alta hospitalar em poucas horas.

* LIO (Lentes Intra-oculares) com possibilidade de correção visual para longe e também para perto, com ou sem filtro de luz, com correção do astigmatismo, dando ao paciente a escolha de não usar mais óculos após cirurgia.